Por Erick Marques

Quando fui chamado para fazer esta matéria, sobre uma destilaria de gim, me veio à cabeça a letra do Chico imortalizada pelo Cauby “tomei um calmante, um excitante e um bocado de gim”… E não saiu mais.

A BEG Destilaria é uma providencial criação dos amigos Arthur Flosi, Felipe Santoro e Thiago Luz. Ela fica dentro da Fazenda São José, em Joaquim Egídio, delicioso distrito de Campinas, pertinho de casa, e produz gim de altíssima qualidade, em pequenos lotes, que você encontra nos mercados por aí.

Mas o que você não encontra por aí é uma visita monitorada em uma “destilaria boutique”, que mostra a produção, genuinamente artesanal, ensina todo o processo da fabricação da bebida e ainda ajuda o visitante a criar seu próprio gim – e levá-lo para casa.

É claro que fomos até lá.

Quem nos recebe com toda animação é o simpático master distiller Arthur Flosi, sócio incumbido das aulas para os visitantes, que aproveita o tempo em que aguarda os demais participantes chegarem para dar uma rápida aula sobre a bebida que voltou a fazer sucesso nos bares brasileiros nos últimos anos.

A primeira receita de gim, criada no século XVII na Holanda, foi criada como uma alternativa aos medicamentos diuréticos, utilizados para tratar doenças renais, já que o zimbro, seu principal ingrediente, é uma fruta benéfica para os rins. Não deu certo, mas seu sabor aromático conquistou principalmente os ingleses, que a tornaram popular como uma bebida alcoólica.

A visita tem cerca de 10 participantes e dura umas 3 horas, ou pouco mais, se o papo estiver bom. Todos são recebidos com um copo de gim tônica feito pelo barman Marcelo Cruz, que segue servindo durante todo o passeio, ora com alecrim e casca de limão siciliano, ora com laranja, hortelã, ibisco, tangerina, tomilho, flor de laranjeira…

Aí é hora de aprender e preparar sua própria bebida. Cada um recebe uma prancheta e vai anotando, de acordo com as orientações da aula. Cada aluno pega uma balança e pesa seus próprios botânicos – são eles que definirão nuances mais cítricas, apimentadas, florais ou doces da bebida. E também cada qual escolhe a graduação alcoólica de sua bebida, que para ser considerada gim precisa estar entre 37,5 e 54% – o da BEG tem 44%.

Nossa bebida, cuidadosamente elaborada para o Lugarzinho, segue quem entende do assunto e leva os mesmos 44%. Além disso, nosso gim tem 20 gramas de zimbro, 15 de semente de coentro e 2 de raiz de angélica.

Arthur provou assim que começou a destilar e disse que estava uma delícia. Os outros participantes provaram e elogiaram. Prefiro confiar neles. Eu sabia que era bom de beber, mas não de fazer. Vivendo e aprendendo…

Enquanto esperamos a destilação da nossa bebida, outras vão ficando prontas. Arthur explica que cada alambique tem sua alma própria e por isso os tempos das destilações são diferentes. O clima é totalmente descontraído À medida que o gim tônica é servido, o volume da voz das pessoas aumenta. Talentos do álcool.

Independente da pessoa gostar de gim, o passeio proporciona uma experiência muito diferente e divertida, um mergulho num universo até então completamente desconhecido. Olhando as pessoas ao redor, a impressão que tive é de que elas queriam ficar morando ali mesmo. Eu também.

Agora, fico olhando para nossa garrafa, bonita que está na estante da casa, como um troféu, mas pedindo para ser aberta.

Se atenderá as expectativas, ainda não sei. Só sei que todo o cabaré me aplaudiu de pé quando cheguei ao fim.

 

Erick Marques é colaborador do Lugarzinho

 

#joaquimegidio

Endereço & Contato

Endereço:

Rodovia José Bonifácio Coutinho Nogueira - Km 13,5

GPS:

-22.878232, -46.870352

Telefone:
E-mail:

-

Planejar minha Rota

Horário de abertura

Segunda-feira

Fechado

Terça-Feira

Fechado

Quarta-feira

Fechado

Quinta-feira

Fechado

Sexta-feira

Fechado

Sábado

Das 10h às 13h30 e das 14h às 17h30

Domingo

Fechado