Por Pedro Schiavon

“Há um vilarejo ali, onde areja um vento bom na varanda, quem descansa vê o horizonte deitar no chão… Pra acalmar o coração, lá o mundo tem razão”…

É provável que Marisa Monte esteja falando de um lugar fictício, onde todos são bem-vindos e compartilham as alegrias. Mas poderia muito bem estar falando deste aconchegante lugarzinho na região da Lapa.

O Flores na Varanda nasceu em 2009 da junção das ideias de Maria Inês Costa – que queria montar uma floricultura – e Deborah Panachão – que sonhava com um espaço cultural onde houvesse um pouco de música, um pouco de literatura, um pouco de arte e muita descontração.

Antes de mais nada, encontraram a casa perfeita: um casarão na melhor tradição do bairro, numa rua tranqüila, com amplo quintal, um amplo jardim e uma convidativa varanda. Ou quase perfeita, já que ela não estava para locação e talvez não fosse fácil convencer seu proprietário a alugá-la.

A sorte (“é incrível a força que as coisas têm quando elas têm que acontecer”) é que a casa pertence á família de Eduardo Bugni, do Traditional Jazz Band, que não apenas concordou com as mudanças no jardim como entrou de cabeça no projeto.

O charmoso café é uma delícia, uma prazerosa pausa na estressante agitação da cidade. Comandado pelo barista italiano Sérgio, o local oferece café gourmet 100% arábica torrado artesanalmente. Para acompanhar, mais do que os salgados, há doces especiais como os bolos de nozes e tortas de limão e de maçã, ou maravilhas caseiras como os bolos de milho ou de cenoura com calda de chocolate.

Se a ideia for almoçar por ali, o “Flores” oferece poucas mas ótimas opções de massas e saladas. Há ótimos quiches, como o de queijo, acompanhado de repolho roxo, rúcula, alface, presunto Parma, queijo brie e damasco, e ainda um saboroso cardápio vegetariano, que inclui feijoada e strogonoff de shitake, entre outros.

E nos finais de semana a casa serve um delicioso buffet de café da manhã, onde casais e famílias podem relaxar e se deliciar com pães, salgados, doces, sucos e cafés enquanto as crianças participam de diversas oficinas culturais no espaço que antes abrigava a floricultura da Maria Inês – que agora fica a um quarteirão dali.

Mas o grande diferencial da casa é mesmo a parte cultural. O Flores na Varanda recebe constantemente exposições de pintura, fotografia, cerâmica e de diversas outras coisas. Tem uma microbiblioteca, própria para leituras e trocas de livros. Já acolheu peças de teatro. Realiza saraus com grupos de escritores e amantes da literatura.

E todos os sábados entra no clima dos melhores bares da cidade, acolhendo shows de primeiríssima qualidade que vão da viola de raiz ao chorinho, passando pela MPB e por projetos como o que ocupa os meses de janeiro, onde “o palco é do cliente”.

E é claro que, como uma espécie de coanfitrião da casa, o Traditional Jazz Band não poderia ficar de fora. O grupo se apresenta uma vez por mês no acanhado palco da casa, fazendo lotar as mesas do café e proporcionando um show de extrema proximidade e intimidade com seus fãs.

O “Flores” é um lugarzinho onde a gente se sente gente, curtindo coisas simples esquecidas na correria do dia-a-dia. Um lugar de crianças e adultos. Um lugar de amigos, de vizinhos e de desconhecidos. Um lugar para esquecer o tempo e curtir.

“Lá o tempo espera. Lá é primavera. Portas e janelas ficam sempre abertas pra sorte entrar. Em todas as mesas, pão. Flores enfeitando os caminhos, os vestidos, os destinos e essa canção. Tem um verdadeiro amor para quando você for”.

 

Pedro Schiavon é editor do Lugarzinho

Endereço & Contato

Endereço:

Rua Camilo 455

GPS:

-23.529344, -46.696505

Telefone:
E-mail:

-

Web:

-

Planejar minha Rota

Horário de abertura

Segunda-feira

Fechado

Terça-Feira

Das 12h ao último cliente

Quarta-feira

Das 12h ao último cliente

Quinta-feira

Das 12h ao último cliente

Sexta-feira

Das 12h ao último cliente

Sábado

Das 9h ao último cliente

Domingo

Das 9h ao último cliente