Por Pedro Schiavon

Escolher a melhor pizza de São Paulo não é só difícil, é impossível. A cidade tem mais de 5 mil pizzarias, de onde saem quase 1 milhão de pizzas por dia! Então, entre as melhores, cabe selecionar a mais tradicional, aquela que já virou sinônimo de pizza na cidade.

Ainda não deu, né? Mas para deixar a disputa mais acirrada, já dá! A lista inclui a Castelões, que é de 1929; o Bruno, na Freguesia do Ó; o Ângelo, na Mooca, a Zi Tereza, a Brás e algumas outras. A escolha acaba sendo pelo coração de cada um. E é aí que chegamos à Speranza, que não poderia ser em outro lugar que não o Bexiga.

É fácil lembrar de tantas idas até lá com a Cecília e com os amigos, nos tempos em que ainda era fácil chegar, estacionar e passear pela 13 de Maio até o velho casarão. Ou da última com a Ka, na saída da peça do Rubens em um teatro próximo. E é difícil esquecer os pães de calabresa que sempre nos fazem pedir um pouquinho mais, mesmo nos segurando para não tirar o espaço das pizzas.

Foi no finalzinho dos anos 50 que Dona Speranza desembarcou por aqui na companhia de seu marido, o Sr. Francesco Tarallo, e dos filhos Antonio e Giovanni, vindos de Nápoles – a capital da pizza – para o Porto de Santos e dali direto para São Paulo. 

Em pouco tempo, a família inaugurava a Cantina e Pizzaria Speranza, no mesmo local onde está até hoje, oferecendo delícias até então desconhecidas por aqui, como o Tórtano, o Calzone e a Pastiera di Grano.

Mas foi com a tradicionalíssima pizza margherita que a casa conquistou os estômagos e os corações paulistanos. A pizza de mussarela, tomate e manjericão, como a criada na Itália em 1889 com as cores de sua bandeira em homenagem à rainha Margherita di Savoia, é tão fiel à sua origem que rendeu (com exclusividade) à casa o selo de autenticidade concedido pela Associazione Verace Pizza Napoletana (AVPN), de Nápoles, e a denominação STG – Specialitá Territoriale Garantita, que identifica produtos autênticos produzidos fora de sua região original.

Nem cabe aqui falar das massas diversas, das saladas e das carnes, todas ótimas. Mas é preciso mencionar os outros sabores de pizzas, todas de massa grossa e com coberturas de qualidade. Só para citar algumas como estão no cardápio: Napoletana, Alici, Fonduta, Romana, Gorgonzola, Quattro Formaggi, Calabrese, Cinghiale, Prosciutto Parma, Pomodorini, Pepperoncini e muitas, muitas mais.

Para melhorar, a fila de espera diminuiu e o movimento até aumentou. Isso porque uma ótima reforma ampliou a casa, criando no pavimento superior duas novas salas e uma agradável varanda.

E é isso. Agora está na hora de levar o Chico, nosso provador oficial de pizzas, para conhecer a casa e inaugurar uma nova geração de frequentadores na família. E já sabemos de antemão seu veredito.

De coração, nenhum de nós está disposto a experimentar esse mar de novidades e devaneios que surgem nas pizzarias por aí. A Speranza nos basta. E nos faz lembrar e concordar com Sérgio Endrigo: “C’è gente che ama mille cose / E si perde per le strade del mondo / Io che amo solo te / Io mi fermerò e ti regalerò / Quel che resta della mia gioventù / Io ho avuto solo te / E non ti perderò, non ti lascerò / Per cercare nuove illusioni”.

 

Pedro Schiavon é editor do Lugarzinho

 

Conheça outros lugarzinhos interessantes na região:

Endereço & Contato

Endereço:

R. Treze de Maio, 1004 - Bela Vista, São Paulo

GPS:

-23.56216, -46.646162

Telefone:
E-mail:

-

Web:

-

Planejar minha Rota